David LaChapelle e seu mundo fantástico


David LaChapelle e seu mundo fantástico

“Fantasias escapistas, festivas e bonitas”. É assim que o fotógrafo David LaChapelle define as imagens que produz. A frase é pouco para ilustrar o trabalho do artista, hoje um dos principais ícones da pop art. Originalidade é uma das marcas de suas composições fotográficas.

Pupilo de Andy Wharol, LaChapelle tinha apenas 18 anos quando, na década de 70, foi convidado para trabalhar com ele na revista Interview. Consagrou-se ao clicas figuras provocativas, envolventes, que intrigam e prendem o olhar. Sua fotografia tem como referência a pintura clássica e religiosa, marcada por um minucioso trabalho de pós-produção computadorizada. No foco de sua câmera, estiveram incontáveis estrelas e celebridades – cantoras pop, atores de Hollywood, top models, diretores de cinema.

O fotógrafo constrói cenários oníricos com uma aura de perfeccionismo, retratando situações fantásticas, surreais. Cenas repletas luxúria, em um verdadeiro culto às divas. Suas fotos são, na essência, uma narrativa satírica que questiona mundos de consumismo e a forja de ídolos. Criou um mundo fantasticamente bizarro, que se confronta com a dura realidade da época atual. Imagens que falam de um mundo feito de imagens.

LaChapelle aparece em todas as esferas da cultura pop mundial: revistas, discos, livros, catálogos, televisão. Atualmente, expandiu sua linguagem fotográfica e está atuando também como diretor de cinema e produtor de videoclipes.

Melhor do que tentar descrever o seu trabalho é apreciar as fantásticas peças que produz.

Miracle Tan – 2004

Houston, we have a problem – 1999

Paris at grandma´s Hilton house – 2000

Lusty Spring – 2001

Milk Maidens – 1996

Can you help us? – 2001

Guilty Things – 2003

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *