Perdeu a virgindade no ménage


Perdeu a virgindade no ménage

Então, Lasciva. Conheci você por um grande acaso e agora estou precisando da tua ajuda o mais rápido possível!

Seguinte: tenho uma espécie de namoro aberto. A gente se gosta muito, faz planos para o futuro, ele diz que me ama e tal. Correspondo também, é claro. Mas não somos convencionais. Não dentro do senso comum.

Somos fixos um do outro, mas ficamos com quem queremos e somos bem abertos a outras pessoas. Tanto que ele tem mais umas duas gurias que pega eventualmente. E eu não me importo. Não que não o ame, mas tenho controle sobre o meu ciúme. Quando fico enciumada, me abro com meu namorado, que sempre conversa comigo. Ele me deixa segura e o sentimento ruim passa.

Sou muito safada. Muito.

E a doideira da vez é que ele me fez ficar amiga, super amiga de uma amiga dele que mora em outro estado. E conversa vai, conversa vem, descubro que a guria é virgem, tem curiosidade com meninas e que pegaria meu gatinho.

O que sugeri? Threesome.

Aí é que tá. A guria (que, na verdade, é mais velha que eu e já tem 24 anos) topou e está vindo pra cá nesse fim de semana. Ela é virgem, o que eu faço?

Estou apreensiva. Medo dela não gostar… Algum conselho?

Beijos de língua!

A.

 

 

Ahahahaha, sua louca!

O que posso dizer? Nunca desvirginei uma garota. Mas já que ela parece querer, peço apenas que vá com calma. A menina deve estar apreensiva e dificilmente vai conseguir se soltar de primeira. Marquem de se encontrar em um lugar público, onde possam conversar, ficar à vontade. E aí você poderá descobrir se ela está mesmo excitada com a situação e se há empatia entre vocês.

Depois, quando estiverem entre quatro paredes, melhor dar atenção à iniciante. Caprichem nas preliminares. Experimente esquentar a brincadeira com um sexo oral nela. Deixe-a à vontade para fazer o que quiser. Permita que o seu gato dê carinho e a trate ela com o cuidado que uma garota virgem merece. Afinal, é a primeira vez que ela vai compartilhar com alguém os prazeres do sexo (e depois de tanto tempo, né?). É sempre difícil aproveitar o momento de perder a virgindade, cabe a vocês a ajudarem a relaxar e curtir as sensações da expeiência.

É melhor você não grilar muito com ciúmes. Se rolar, tente controlar.

Aproveite você também o momento! Busque prazer para si mesma, também.

Quero saber o desfecho dessa história, tá? Me conta!

*bacione*

 

 

Lasciva,  mulher!

Deu tudooo certo. Tudo. *-*

Seguinte, rolou assim. Ela chegou do estado dela pra passar o fim de semana conosco e conhecer o resto da galera. Fomos no cinema, depois numa pizzaria depois num show cover de Pink Floyd, num dos pontos turísticos da cidade. Finalmente, a hora de ir ao motel. E que apreensão! Não forçamos nada, nem mesmo bebemos.

Ela entrou e foi tomar banho. Meu namorado chegou para conversar comigo. Falamos sobre as nossas expectativas, ele me beijou, perguntou como eu estava. Dei o aval para que ele fizesse o que tivesse vontade. Começamos a nos agarrar de propósito, para ela ver, quando saísse do banheiro. Depois foi a vez dele tomar banho. Foi quando perguntei se estava tudo tranquilo com a guria. Ela estava de boa, super afim. Quando ele chegou, estávamos as duas se agarrando. Quando eu fui tomar banho, demorei de propósito para ele dar um trato nela.


Depois entrei na festa e finalmente ficamos os três. Ele a desvirginou até por trás! O sexo foi muito gostoso, fiquei cuidando dos dois. Ajudei a mudar de posição, fiz carinho. Ele chegou a me comer, mas deu mais atenção a ela, sem dúvidas.

Foi uma coisa que nunca esquecerei. Queria muito repetir! Pena que a garota já viajou de volta ao estado dela. Agora que meu namorado e eu adquirimos experiência, vamos tentar catar uma por aqui, rs.

Obrigada, Lasciva! Por ter ajudado e principalmente ouvido. Não é fácil falar de sexo com qualquer amigo.

Beijo grande,

A.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *